quarta-feira, 28 de abril de 2010

Eu sinto.....

.
Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
Amizades que não cultivei
Aqueles que eu julguei
Coisas que eu falei

Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
Lembranças que fui esquecendo
Amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.....


Martha Medeiros

25 comentários:

Alma Inquieta disse... [Responder]

Olá Fátima!

Bom dia!

A escolha é excelente..., como eu me identifico com o poema!

Tenho saudades das pessoas que fui conhecendo... e como!

Um beijo e boa semana.

Sumie disse... [Responder]

Fátima esse poema é lindo não tem como não se identificar.
Bjs!

quicas disse... [Responder]

Olá Fátima, parabéns pelo poema que escolheu para nos apresentar hoje: "... vivendo e aprendendo!", com as coisas boas ou nem tanto que a vida nos traz!
Beijo

Ju Fuzetto disse... [Responder]

A saudade sempre grita mais alto...


Um beijo flor, se cuida

Rosana Ibanez disse... [Responder]

Lindo poema e muito verdadeiro também!! Saudades e não poder voltar atrás, isso é o que as vezes dói muito, mas acredito que as lembranças dos bons momentos também fazem diminuir um pouco o vazio.
Beijos no coração!!

Mateus Luciano disse... [Responder]

e eu pessoalmente também sinto essa
a mesma senssação que você descreve tão bem aqui.

Taia Assunção disse... [Responder]

Amém. Apesar das faltas cometidas aprender diariamente com os erros nos fazem crescer. Tem selinho para você lá no blog. Beijocas!

Ana Cristina Cattete Quevedo disse... [Responder]

Um eterno recomeçar, é isso que é a Vida, não?

Beijo

=)

Fla disse... [Responder]

Adoro a Martha Medeiros.
Bjs

angela disse... [Responder]

É isso aí a nossa caminhada humana.
beijos

Glorinha L de Lion disse... [Responder]

É isso aí..pior é quem não aprende nada com a vida, né? o mundo tá cheio dessas...tá certo que tem coisas que a gente não consegue modificar nem na gente quanto mais nos outros, mas vamos tentando né amiga? Um dia chego lá....aonde? Não sei, mas chego...
Beijos.

Eliana Pessoa disse... [Responder]

Lindo poema temos mania de perder pessoas pelo caminho!!!

Tuquinha disse... [Responder]

parabéns pelo poema com que nos presenteastes
beijinhos

Santa Gastronomia disse... [Responder]

Olá, Fátima: a gente tá sempre aprendendo mesmo, isso é o que nos impulsiona!
Obrigada por sua visita em meu blog, e quanto a sua pergunta sobre a quantidade de açúcar com as claras, se vc reparar na minha receita, ela também é assim: 2 para 1. Quando aprendi a congelar as claras, nunca mais as perdi! Em compensação, daí sempre faço suspirinhos, pudim de claras,tudo bem ligth, hehe..
E a medida da polenta, ah, essa não tem jeito, foi no olhômetro mesmo!
Já estou te seguindo também!

Bjinhus.

Kamyla disse... [Responder]

Oi Fátima, adorei...eu tb sinto!!!!!!!!

Bjosssssssssssss

Rafaela Costa disse... [Responder]

Oi,
Adorei conhecer seu blog.
te seguindo pra saber de tudo q rola por aki.

Bjs,
Rafaela

Sil.. disse... [Responder]

Fátima querida, a Martha é uma danada né? Tão lindooo tudo que ela escreve! Sou fã!
Um grande abraço minha querida!
Beijo de boa noite!

Fátima disse... [Responder]

Agradecemos a todos os amigos que nos visitaram, e aqui deixaram seus comentários .
Estive com cada um de vocês para retribuir o carinho.
Serão todos sempre bem vindos.

Beijos.

Josy Nunes disse... [Responder]

Oi,
Fátima,
amiga, não tem como não gostar desse poema é lindo! Beijão no coração e fica com Deus

Lúcia Soares disse... [Responder]

Oi, Fátima. Obrigada pelos votos de feliz aniversário. Você é muito gentil. Tive, sim, uma ótima comemoração em casa da minha irmã.
Inaugurando nova idade, o poem serve de reflexão pra mim. O jeito é a gente ir aprendendo sempre e curtindo tudo à volta, pra vida ser mais leve.
Beijo!

"re" disse... [Responder]

Dizer que está com saudade de alguém não traz ela pra mais perto, mas é uma delícia saber que alguém sente sua falta? Sentir saudade é uma forma de amar, dizer “tô com saudade de ti” é como dizer “eu te amo”. Claro que existem vários níves de saudade, assim como existem vários níveis de amor. Mas essas duas frases, quando ditas com sinceridade, dão um calorzinho tão gostoso no coração que eu vou continuar dizendo. E espero continuar ouvindo, seja de amigos, parentes, enfim. Por que no fundo no fundo, esse calorzinho no peito nos deixa, de alguma maneira assim metafísica, mais perto da pessoa sim, e a saudade anunciada nos junta em algum lugar.
Sinto saudade de ti...
Eu te amo viu...

Doce beso

Jay e Alê disse... [Responder]

Amiga Fátima,
O poema é lindo e de alguma forma caiu bem pra mim e Alê.
Passando aqui para agradecer o carinho da amizade, dizer que estamos de volta e convidar pra celebrar o amor com a gente.
Bju nosso.
Jay e Alê.

Edna Lima disse... [Responder]

E como diria Coelho Neto:"Saudade é uma cabana pequenina bem no canto do cração."Grande Bj Edna;

Mariana disse... [Responder]

Fátima achei o máximo o nome do teu blog, e encontrar a Martha Medeiro de "cara" ao visitar-te é maravilhoso.
Adorei o teu espaço.
estou te seguindo.
A gente sente saudade de tudo o que é bom e passou, por isto devemos viver o presente sempre.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse... [Responder]

Sentimos por coisas que fizemos mas principalmente pelo que não foi feito...

"Só uma coisa me entristece
o beijo de amor que não provei,
a jura secreta que não fiz..."

Belo post!

Um beijo!

Sonia Regina.















LinkWithin

Related Posts with Thumbnails