sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Parabéns a Você !!!!!!!!!!


Pensou que íamos esquecer né!!!

Engano seu meu querido amigo e poeta, nunquinha deixaríamos de estar com você nesse dia...pessoa tão querida e amada por tantos.
Achou que estaria debruçado na janela olhando as estrelas...viajando com as nuvens até encontrar sua musa a lua...ou então com os olhos marejados e sonhadores se deliciando ao som e clarão dos fogos de artífícios em companhia apenas de seus pensamentos e rcordações...nananinanão,viemos te fazer companhia e brindar a sua data e a Virada do Ano,rodeado de amigos e pessoas queridas é muuuito melhor não é meRmo!!!!!!!!

Como chegamos de surpresa resolvi preparar uns quitutes para que possa servir aos seus amigos que vieram para te abraçar e passar com você essa data tão importante...e retribuir o carinho com que nos presenteia com suas visitas e comenários sempre doces e constantes.

Preparei aqui uma recepção típica Mineira .....


Onde o prato principal é o Feijão Tropeiro,seu predileto.......e a receita vai na íntegra como você me passou um dia,rs...rs. Acho que vai me matar!
Foi desse jeitin que ele me ensinou...

"A Receita é mão livre...rs..rs...na cabeça...mas escrevendo e desenhando fica assim....
2 pimentões
4 cebolas
Picadinhos numa vasilha, pego 4 caldo knorr, 4 sazon, e jogo por cima, um pouco de molho de pimenta, misturo tudo,,,
Dai panela na fogueira, joga um pouquinho de alho e dá aquela esturricada...rs..rs....depois joga a alquimia do tempero já citada, fecha a panela e deixa dar uma fervida minima...

Nesse meio tempo, linguiça calabresa picadinha, bacon tambem picado,,,normalmente essas quantidades depende do tanto de bocas a comerem...rs..rs...(por aqui, eu sempre faço com 4 calabresas e uns 3 pedaços generosos de bacon, e o tempero acima, tambem varia de acordo com essa quantidade )depois que o tempero, segredo do prato, estiver ferevendo, joga o baco e linguiça junto,,,e pimba...deixa ferver mais um pouco,,,,pois ai tá o segundo segr edo,,,o bacon vai distribuir o sabor pra todo lado...rs..rs....

Depois desse processo totalmente sexy, joga-se o feijão,,,,mistura,,,,,a farinha,,,,mistura, eu gosto mais seco, mas tambe é a gosto do cliente...rs..rs...por fim, num toque de cozinheiro boiola, cebolinha picadinha por cima, um torresminho, eu dificilmente coloco ovo, mas tem gente que gosta, e claro,,,couve,,,essa é a parte do tropeiro em si....

Pra acompanhar,,,,tomates picadinhos em cubinhos gays, cebolas e pimentões, isso tambem a quantidade vai de acordo das bocas nervosas, vinagre, cebolinha, e tempero,,,nesse eu coloco somente o sazon,,,e pimba,,,tá pronto o vinagrete...rs..rs...rs...agora é so abrir a coca cola 3 litros, desligar o telefone e bater o queixo....rs..rs..rs....

Era só o que me faltava,,,de poesias pra receita culinaria...realmente eu não sou mais o mesmo,,,...rs..rs..rs...

beijos e beijos."

Muita Coca Cola é claro,sua única opção em bebidas...


Uns pãezinhos de queijo também não poderiam faltar , pois todo Minerin que se preze não rejeita,e também para que uma amiga vegetariana presente não saia com fome não é Lindinha!!Podem se servir...fiquem a vontade enquanto conto um segredo a vocês...


O poeta não finge
Ele nunca mente
Ele tem uma visão diferente
Vê cores ainda não inventadas
Descobre versos onde não tem rima
Tem uma percepção diferente de mundo
Sofre como qualquer um
E faz disso um mar de emoções
Chora como menino
E cada lágrima vira uma estrela
O poeta deseja com a mesma força
De um vulcão em erupção
Tem medos do mais profundo coração
Desejos que nem a alma explica
O poeta vê numa árvore todo o verão
Decifra do cinza do outono
Todas as dores do coração
Encontra numa simples gota de chuva
Que desesperada rola pela janela
A mais profunda emoção
Num jardim imenso de amor
Ele descobre qual é a mais bela
E a mais perfumada flor
Enxerga nos olhos da menina
Toda dor da ilusão
E oferece água cristalina
Da fonte de amor que nasce no coração
Portanto, nos caminhos da vida
Mente quem diz que o poeta mente
Finge ser feliz quem chama de fingidor
Aquele que nunca consegue
Mas que tenta decifrar os mistérios do amor
O poeta não finte
O poeta não mente
Ele desenha o mundo real
Com a loucura que sente.

By Everson Russo


Como pode alguém duvidar ou não se apaixonar por alguém que tem no peito um coração que sente com essa grandeza,que consegue deitado na loucura desenhar algo real!
Tive que repetir,pois é assim que sinto.
Menino Bonito,pessoa do bem, coração enorme,sensibilidade à flor da pele,amigo presente e leal,
desejo a você em todos os dias de sua vida muita paz...amor...realizações...respostas para suas dúvidas...conforto para suas dores...direção para suas buscas e que volte a acreditar no amor
Que Deus o proteja sempre,e que sua fé continue inabalada.
Obrigada pela sua amizade e carinho e por fazer parte da minha vida de forma tão intensa e verdadeira
Parabéns!!!!!!!!!!!!!!
Feliz Ano Novo!!!!!!!!!!!!!
Beijinho no coração!!!!!!!!!!!!
Ufa! Essa festança me cansou...





























segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Feliz Olhar Novo ! ! !

O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se a receita da felicidade fosse o AQUI e o AGORA.
Claro que a vida prega peças. É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais... mas, pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia?
Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho? Quero viver bem.
2010 foi um ano cheio.
Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões. Normal.
Às vezes se espera demais das pessoas. Normal.
A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou. Normal.
2011 não vai ser diferente.
Mudou o século, milênio mudou, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e ai? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com o seu bom humor? Com sua esperança? O que eu desejo para todos nós é sabedoria!
E que todos saibamos transformar tudo em uma boa experiência!
Que todos consigam perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim...
Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para categoria 3, a dos amigos. Ou mude de classe, transforme-o em colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.
O nosso desejo não se realizou? Beleza, não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa pra esse momento, me lembro sempre de um lance que eu adoro:
CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE.
Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.
Desejo pra todo mundo esse olhar especial. 2011 pode ser um ano especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro.
2011 pode ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, espetacular.... Pode ser puro orgulho!
Depende de mim, de você!
Pode ser.
E que seja!!!
Autoria atribuida a Carlos Drumond de Andrade
Que a virada do ano não seja somente uma data, mas um momento para repensarmos tudo o que fizemos e que desejamos, afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade somente se fizermos jus e acreditarmos neles.

UM ANO NOVO CHEIO DE MUDANÇAS!!!
FELIZ 2011!!!
É o que desejamos a todos os amigos que por aqui passarem.

Beijinhos no coração . .




terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Momento Egoista

C
“Egoísta. Guardo para mim as palavras que não me atrevi a pronunciar, os planos descartados e os fetos de mim mesma me abortei. Poupei os outros do meu lado mais cruel e impactante, o meu lado mais insano e fascinante. Tenho tudo o que quis, tenho mais do que planejei, e mesmo assim – egoísta! – mal vejo a hora de recomeçar. Não sei se nasci para desempenhar o papel que me foi reservado. Tenho um bom currículo e alguns bens, mas o que é mais meu, minha maior propriedade, nunca foi declarada, minha loucura ninguém sabe onde mora, minha fé nem eu mesma sei onde se esconde”. (Divã, Martha Medeiros)


Farei sempre minha suas palavras.
Cissa

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Preparativos Boteco - Confraternização de Final de Ano

Toc toc toc..... dá licença????
Rsrsrsrs, estou sumida né??? Mas pretendo retomar meu espaço por aqui.... sabem como é... final de faculdade ninguem merece... maior correria do universo... TCC... quem inventou essa m...rda???? Mas enfim, tudo acabou, hoje é meu primeiro dia de férias oficiais... e agora já sou uma fisioterapeuta... aliás sou mesmo, acreditam que já chegou a primeira parcela do conselho de fisio???? Que medo... acabei de me formar e as dívidas já chegaram!!!!! rsrsrrss.... mas nada melhor que comemorar tudo isso certo???? Além do que, adoro uma festinha, surpresinhas e decorações... lembram que eu mostrei uma dessas nossas arrumações??? Veja aqui.
Sábado vai rolar uma festinha aqui em casa, entre os amigos.... temos uma turma meio grande e que adoooooora um gorozinho... rsrsrsrs... então resolvi juntar todo mundo e fazer algo diferente. Há algum tempo vi uma festa estilo boteco e amei, então resolvi tentar fazer uma também e vou mostrar pra vocês o que estamos bolando por aqui!!!! Pra falar a verdade nem tenho como colocar referências para vocês de onde tiro as idéias, por que eu fuço tanto por ai que me perco... vo salvando fotos, textos e depois nunca sei de onde vieram... rsrsrs... o único lugar fixo que eu visito para ter MUITAS inspirações é o blog da bonfa, que é de uma carioca super simpática e cheia de idéias e caprichos.... amo, vale a pena visitar!!!! De lá eu tiro váááárias idéias que vou adaptando ás minhas!!!!.... mas vamos lá... sempre começo um "evento" pelo convite, e como não tenho muitos conhecimentos gráficos e não mexo com nenhum programa, me viro com o Picasa3.... faço tudo através dele... as estampas vou achando na net e vou juntando, colando, imendando e no fim dá certo!!!!!
vejam o convitinho:

Depois do convite sigo a decoração da festa conforme o formato e as cores nele utilizadas... e ai começam as idéias... pensei em padronizar e personalizar os copos de cada um, de forma que já fosse a lembrançinha, e fiz adesivos com a nome de cada pessoa para colar nos copos. Fui ver o preço de copos de chopp de vidro mas é muito caro.... considerando que são mais de 30 pessoas!!!!... então comprei copos de acrílico, daqueles mais firmes e melhores e colei os adesivos que preparei, ficou ótimo... se fossem copos de vidro ficaria perfeito... mas fica a dica para quem preferir ($$$$) !!!!Esse foi o "layout" dos adesivos que utilizei, e fui colocando o nome de cada um, depois fiz uma montagem com 12 adesivos em uma folha A4 e mandei imprimir já em adesivo em uma gráfica que cobra R$2,30 a folha A4 adesivo... recoreti cada um e colei nos copos olha só como ficou fofo!!!!
Como fiquei meio frustrada com os copos de plástico resolvi fazer mais um detalhe que servisse de lembrancinha também que são os porta-copos. Super fácil de fazer, primeiro fiz o layout no picasa, fiz uma colagem com 6 porta-copos em uma folha A4, que fica em um tamanho bom, mandei imprimir na gráfica na folha couchê 240, que fica bem grossa. Depois recortei cada porta-copo, colei em um EVA de cor marrom (pq não tinha preto!!!), e encapei com contact transparente para ficar impermeável.... ficou lindo!!!!
E por último para enfeitar as mesinhas, que serão aquelas de ferro sabe???? bem boteco.... rsrs, eu fiz um adesivo como se fosse o emblema da cerveja e vou colar na garrafa e colocar flor branca... fiz o emblema e tambem mandei imprimir como adeviso, fiz uma montagem com 4 emblemas em cada folha A4 que fica no tamanho certinho!!!! ... para finalizar vou dar um lacinho no gargalo da garrafa. E para as toalhinhas comprei tecido quadriculado de branco e preto, maior e menor, mas ainda não sei como vou arrumar!!!!

Bom, por enquanto é isso, depois posto as fotos da festinha, para vocês verem o resultado final!!!!
Ah, durante os preparativos fiz um filminho... resumindo as explicações, dá uma olhadinha!!!!!
Um beijão

Clarinha
video

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Do coração de uma mulher


Se tivesse que abrir meu coração, eu contaria todos os segredos nele contidos, os que me confesso e os que até a mim mesma tento negar...

Eu falaria da minha esperança, das lutas, da briga por uma felicidade que eu nem sei se existe, mas que insisto em querer buscar, da minha recusa em aceitar estar presa a não ser que essa prisão seja minha própria escolha...

Eu diria, provavelmente, que essa fragilidade é apenas aparente ou que até nas horas mais fortes meu coração pede abrigo e compreensão...

Eu contaria, talvez, do orgulho que me impediu de viver horas bonitas, mas que quando olhei para trás já era tarde demais, dos meus arrependimentos, dos perdões que tive que conceder a mim mesma para continuar a levar uma vida tão normal quanto possível.

E também do meu desejo de ter filhos, criar e procurar neles meus próprios traços e da minha alegria em encontrá-los.

Eu mencionaria minha mãe, que entendi depois, quando me tornei mãe também e confessaria com orgulho o quanto a admiro e o quanto a amo.

Eu até lembraria minha infância, minhas dúvidas da adolescência, meu desejo de crescer e de continuar menina, das vezes que me senti tola e briguei comigo mesma, me fiz inúmeras promessas e que esqueci quando o coração bateu forte novamente.

Eu não conteria minhas lágrimas se tivesse que abrir meu coração, eu assumiria, beberia todas elas como bebi na taça das dores que sofri, dos amores que vi partir e dos que eu mesma abri mão.

Eu sei que há coisas que nunca aprendi e que provavelmente nunca aprenderei, sei que da vida bebi e ainda beberei, mas que sairei um dia inteira, cheia de marcas e cicatrizes, mas mais que nunca me sentirei mais mulher.

Uma mulher nunca diz tudo, há segredos que ela guarda só pra ela, que não confessa nem para a melhor amiga e é isso que a torna um ser assim tão cheio de mistérios, tão precioso, tão humano e tão excepcional.



Letícia Thompson

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Amor Matemático


Às folhas tantas
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a, do ápice à base…
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide,
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida
paralela à dela
até que se encontraram
no infinito.
“Quem és tu?” indagou ele
em ânsia radical.
“Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa.”
E de falarem descobriram que eram
(o que, em aritmética, corresponde
a alma irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação
traçando
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidiana
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E enfim resolveram se casar
constituir um lar,
mais que um lar,
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade
integral e diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes
até aquele dia
em que tudo vira afinal
monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
frequentador de círculos concêntricos,
viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta,
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade.
Era o triângulo,
tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era a fração,
a mais ordinária.
Mas foi então, que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser
moralidade
como aliás em qualquer
sociedade.

Millôr Fernandes (1924), Tempo e Contratempo, Ed. O Cruzeiro

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Tese De Guerdjef

Tese de um pensador russo chamado Guerdjef, que no início do século passado já falava em auto-conhecimento e na importância de se saber viver. Dizia ele: uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós em cada momento e daquilo que, realmente vale como principal.
Assim sendo, ele traçou 20 regras de vida que foram colocadas em destaque no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris. Dizem os experts em comportamento que, quem já consegue assimilar 10 delas, com certeza aprendeu a viver com qualidade interna. Ei-las:


1) Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.

2) Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

3) Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.

4) Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

5) Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

6) Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

7) Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas .

8) Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

9) Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10) Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

11) Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

12) Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trave do movimento e da busca.

13) É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

14) Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

15) Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.

16) Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo ... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

17) A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

18) Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.

19) Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé!
20) E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: Você é o que se fizer ser!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Fora de Moda


Se não estivesse tão fora de moda... iria falar de
Amor.
Daquele amor sincero, olhos nos olhos, frio no coração, aquela dorzinha gostosa de ter muito medo de perder tudo...
Daqueles momentos que só quem já amou um dia conhece bem...
Daquela vontade de repartir, de conquistar todas as coisas, mas não para retê-las no egoísmo material da posse, mas para doá-las no sentimento nobre de amar.
Se não estivesse tão fora de moda... Eu iria falar de
Sinceridade.
Sabe, aquele negócio antigo de Fidelidade... Respeito mútuo...
e aquelas outras coisas que
deixaram de ter valor...
Aquela sensação que embriaga mais que a bebida; que é ter, numa pessoa só, a soma de tudo que às vezes procuramos em muitas...
A admiração pelas virtudes e a aceitação dos defeitos, mas, sobretudo, o respeito pela individualidade, que até julgamos nos pertencer, mas que cada um tem o direito de possuir...

Se não estivesse tão fora de moda... Eu iria falar em
Amizade.
Na amizade que deve existir entre duas pessoas que se querem bem...
O apoio, o interesse, a solidariedade
de um pelas coisas do outro e vice-versa.
A união além dos sentimentos, a dedicação de compreender para depois gostar...

Se não estivesse tão fora de moda... Eu iria falar em
Família.
Sim...Família!
Essa instituição que ultimamente vive a beira da falência, sofrendo contínuas e violentas agressões.
Pai, Mãe, Irmãos, Irmãs, Filhos, Lar...
Aquele bem maior de ter uma comunidade unida, pelos laços sangüíneos e protegidas pelas bênçãos divinas.
Um canto de paz no mundo, o aconchego da morada, a fonte de descanso e a renovação das energias...

E depois, eu iria até, quem sabe, falar sobre algo como... a
Felicidade.
Mas é uma pena que a felicidade, como tudo mais, há muito tempo já esteja tão fora de moda e tenha dado seu lugar aos modismos da civilização...
Ainda assim, gostaria que a sua vida fosse repleta dessas questões tão fora de moda e que, sem dúvida, fazem a diferença!
Afinal, que mal faz ser um pouquinho “careta.”


(Desconheço o Autor)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Verdade e a Parábula


Um dia, a Verdade decidiu visitar os homens, sem roupas e sem adornos, tão nua como seu próprio nome.

E todos que a viam lhe viravam as costas de vergonha ou de medo, e ninguém lhe dava as boas-vindas.

Assim, a Verdade percorria os confins da Terra, criticada, rejeitada e desprezada.

Uma tarde, muito desconsolada e triste, encontrou a Parábola, que passeava alegremente, trajando um belo vestido e muito elegante.

— Verdade, por que você está tão abatida? — perguntou a Parábola.

— Porque devo ser muito feia e antipática, já que os homens me evitam tanto! — respondeu a amargurada Parábola.

— Que disparate! — Sorriu a Parábola. — Não é por isso que os homens evitam você. Tome. Vista algumas das minhas roupas e veja o que acontece.

Então, a Verdade pôs algumas das lindas vestes da Parábola, e, de repente, por toda parte onde passava era bem-vinda e festejada.


Os seres humanos não gostam de encarar a Verdade sem adornos. Eles preferem-na disfarçada....camuflada...ou até mesmo ignorada !

Conto Judaico

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ser Chique Sempre


Nunca o termo "chique" foi tão usado para qualificar pessoas como nos
dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da
vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou
closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo
carro Italiano.

O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem,
mas a forma como ela se comporta perante a vida

Chique mesmo é quem fala baixo.
Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas,
nem por seus imensos decotes e
nem precisa contar vantagens,
mesmo quando estas são verdadeiras.

Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem
brilho próprio.

Chique mesmo é ser discreto,
não fazer perguntas ou insinuações inoportunas,
nem procurar saber o que não é da sua conta.

Chique mesmo é parar na faixa de pedestre
É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.

Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às
pessoas que estão no elevador.

É lembrar do aniversário dos amigos.

Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.

Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.
É "desligar o radar" quando estiverem sentados à mesa do restaurante, e
prestar verdadeira atenção a sua companhia.

Chique mesmo é honrar a sua palavra,
ser grato a quem o ajuda,
correto com quem você se relaciona
e honesto nos seus negócios.

Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer,
ainda que você seja o homenageado da noite!

Mas para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo,
de se lembrar sempre de o quão breve é a vida
e de que, ao final e ao cabo, vamos todos retornar ao mesmo lugar,
na mesma forma de energia.

Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor,
não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar
e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não te faça bem.

Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!
Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios... mas amor e fé nos
tornam humanos!

Glória Kallil

sábado, 6 de novembro de 2010

Janelas da Vida


Abra a janela do teu coração e deixe a alma arejar!
Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos que envelheceu e você nem se deu conta? Deixe que o vento leve para longe...
Livre-se também do ranço amargo de toda mágoa e do rancor, faça uma boa limpeza na vidraça do coração, garanto que você enxergará melhor a vida lá fora.
Deixe a luz inundar tudo, apagar as marcas das decepções, as tristezas das derrotas e da mania de sofrer por sofrer e acima de tudo, permita que o sol derreta o gelo da solidão.
Apaixone-se por um sorriso e sorria junto, ilumine as janelinhas dos olhos... Ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs.
Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos, ninguém sonha em vão, e também não é verdade que os sonhos fogem, as pessoas é que desistem, e eles morrem.
Desenhe um horizonte além da tua janela, exagere nas cores e... Faça florescer todos os campos que sua vista alcança.
Vá além, muito além....
Abra a janela da vida e seja pleno em cada coisa ainda que pareça pequena.
Viva com a espontaneidade de uma criança.
Debruce na janela e não olhe a vida passar através dela... Viva!

Lady Foppa

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

GENTILEZA GERA GENTILEZA


Gentileza gera gentileza assim como a mágica gera o encanto.Nada como um sorriso e um aperto de mão, nada como um “Bom dia!” para aquecer um coração, destruir barreiras, quinas e nãos.
Gentileza gera uma corrente do bem, faz um anônimo sentir-se alguém, faz com que o outro perceba que você se importa, é o bem-querer em ação .

Minha amiga RIFF me presenteou com essa camiseta que eu simplesmente adoreeeeei....resolvi postar aqui como forma de agradecimento e também para demonstrar todo meu carinho e admiração por essa loira doidona,que carrega como lema a transparência e autenticidade...que nos presenteia com textos inteligentes e carregados de humor.

Como não sou dotada do dom da escrita,pedi ajuda para o meu querido amigo poeta,e em parceria fizemos uma brincadeira em forma de poesia

Gentileza Gera Gentileza

No doce mel da amizade
Que vem de longe me encontrar
Direto de Copacabana
Menina loira que eu quero abraçar
Olhos verdes brilhantes
Olhar de mulher Fatal

Em ondas de emoções gigantes
Que fazem meu coração vibrar
Seus cabelos entregues ao vento
Que do seu litoral vem me presentear
Trazendo seu perfume de amor
Da distancia a amizade a tocar
Gentileza que gera gentileza
Do seu coração bem pertinho do meu
Nessa paisagem de carinho seu presente vem me afagar

By Everson Russo

By Fátima



Obrigada amigo querido,estou me achando....fazendo parceria com o poeta e jardineiro do amor ,audaciosa eu!

Lindinhaaaa,na próxima vou pedir ajuda à você,combinado! Tudo bem que vou ter que colocar "Nota de Rodapé",mas tudo bem,rs.

Ohmmmmmmmmmmmm!!!

Sabe,vou confessar uma coisa...recebi a camiseta há cinco dias mas...fiquei esse tempo treinando para tentar fazer a posição de meditação da amiga linda.. loira ...jovenzinha...e sabem como é né!!!!!

Quase fui internada com Nó nas Tripas,,,andei me rastejando toda encarangada e gemendo pois não conseguia mais voltar à posição de humano,Jesus que sufoco!!!!

Não acreditam né,deem só uma olhadinha nas tentativas.....

Desisto...
Riff minha querida você não pode dizer que não tentei!!!!

OHMMMMMMMMMMMMMMM!!!!!!!!!!

Beijinho no coração









segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Meu nome é MULHER!


O que torna um sonho irrealizável
é a inércia de quem sonha!!!



Esposa de Hoje


Esposa de Amanhã


Eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção ..
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER !!!


Para todas as MULHERES MARAVILHOSAS e só para homens inteligentes.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Degustação de vinho em Minas






- Hummm...

- Hummm...

- Eca!!!

- Eca?! Quem falou Eca?

- Fui eu, sô! O senhor num acha que esse vinho tá com um gostim estranho?

- Que é isso?! Ele lembra frutas secas adamascadas, com leve toque de
trufas brancas, revelando um retrogosto persistente, mas sutil, que enevoa as papilas de lembranças tropicais atávicas...

- Putaquepariu sô! E o senhor cheirou isso tudo aí no copo ?!

- Claro! Sou um enólogo laureado. E o senhor?

- Cebesta, eu não! Sou isso não senhor !! Mas que isso aqui tá me cheirando iguarzinho à minha egüinha Gertrudes depois da chuva, lá isso tá!

- Ai, que heresia! Valei-me São Mouton Rothschild!

- O senhor me desculpe, mas eu vi o senhor sacudindo o copo e enfiando o narigão lá dentro. O senhor tá gripado, é ?

- Não, meu amigo, são técnicas internacionais de degustação entende? Caso queira, posso ser seu mestre na arte enológica. O senhor aprenderá como segurar a garrafa, sacar a rolha, escolher a taça, deitar o vinho e, então...

- E intão moiá o biscoito, né? Tô fora, seu frutinha adamascada!

- O querido não entendeu. O que eu quero é introduzi-lo no...

- Mais num vai introduzi mais é nunca! Desafasta, coisa ruim!

- Calma! O senhor precisa conhecer nosso grupo de degustação. Hoje, por exemplo, vamos apreciar uns franceses jovens...

- Hã-hã... Eu sabia que tinha francês nessa história desgraçada...

- O senhor poderia começar com um Beaujolais!

- Num beijo lê, nem beijo lá! Eu sô é home, safardana!

- Então, que tal um mais encorpado?

- Óia lá, ocê tá brincano com fogo...

- Ou, então, um suave fresco!

- Seu moço, tome tento, que a minha mão já tá coçando de vontade de meter um tapa na sua cara desavergonhada!

- Já sei: iniciemos com um brut, curto e duro. O senhor vai gostar!

- Num vô não, fio de um cão! Mas num vô, messs! Num é questão de tamanho e firmeza, não, seu fióte de brabuleta. Meu negócio é outro, qui inté rima com brabuleta...

- Então, vejamos, que tal um aveludado e escorregadio?

- E que tal a mão no pédovido, hein, seu fióte de Belzebu?

- Pra que esse nervosismo todo? Já sei, o senhor prefere um duro e macio, acertei?

- Eu é qui vô acertá um tapão nas suas venta, cão sarnento! Engulidô de rôia!

- Mole e redondo, com bouquet forte?

- Agora, ocê pulô o corguim! E é um... e é dois... e é treis! Num corre, não, fiodaputa! Vorta aqui que eu te arrebento, sua bicha fedorenta!...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Ego em preto e branco



Hoje resolvi escrever para mim, revelar-me como sou, e gritar para minha alma todas as verdades deste meu mundo sem pudor, quero perder-me nas palavras sem medo, e em cada letra revelar um novo segredo.
Fui criança que cresceu mimada, longe da dor das palmadas, fiz da minha vida o meu circo, e de palhaço também fui o bicho, e neste meu picadeiro de louco aprendiz, sempre uma nova telespectadora foi a atriz.
Brinquei sempre com todas as emoções, sem me preocupar com as dores dos corações, de Rei virei plebeu, e foi assim que meu sonho se perdeu, a única voz que sempre escutei foi a da minha consciência, mas ela acreditava em minha inocência. Por isso hoje me declaro culpado, por todos os meus erros do meu passado, mas sei também que sempre tive uma esperança, de encontrar alguém que me reconheça criança.
Uma mulher; para me amar e ser amada, e que eu possa chamar de eterna namorada, mas por enquanto me resta a caminhar, e por meu caminho a minha culpa arrastar, mas vou sem deixar pegadas, pois tenho medo do que fica na estrada, nada que deixa rastro é feliz, por que o que fica é cicatriz. Eu sei que já me perdi há muito tempo, mas mesmo assim eu sigo este vento, que me sopra para este deserto, onde o que é tolo fica esperto.
E neste meu texto de reflexão, quero tirar alguma explicação, para toda esta minha redundância, de encarar a vida sem medos da circunstância, e se mesmo assim eu nada entender, eu não irei parar de escrever, quero ser conduzido por estas palavras, mesmo elas me guiando por rotas apertadas, e quando eu conseguir chegar ao final só quero ter a certeza; que meu bem venceu o meu mal...

Saulo Prado

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Deixe a raiva Secar


Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas.

No dia seguinte, Júlia sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar.

Mariana não podia, pois iria sair com sua mãe naquela manhã.

Júlia então, pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio.

Mariana não queria emprestar, mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme por aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão.

Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada.

Chorando e muito nervosa, Mariana desabafou:

'Está vendo, mamãe, o que a Júlia fez comigo?
Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão.

Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Júlia pedir explicações.

Mas a mãe, com muito carinho ponderou:

'Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa?
Ao chegar em casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou.
Você lembra o que a vovó falou?
Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro.
Depois ficava mais fácil limpar.
Pois é, minha filha, com a raiva é a mesma coisa.
Deixa a raiva secar primeiro.
Depois fica bem mais fácil resolver tudo.

Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu seguir o conselho da mãe e foi para a sala ver televisão.

Logo depois alguém tocou a campainha.

Era Júlia, toda sem graça, com um embrulho na mão.

Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando:

'Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente?
Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei.
Aí ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado.
Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro
brinquedo igualzinho para você.
Espero que você não fique com raiva de mim.
Não foi minha culpa.'

'Não tem problema, disse Mariana, minha raiva já secou.'

E dando um forte abraço em sua amiga, tomou-a pela mão e levou-a para o quarto para contar a história do vestido novo que havia sujado de barro.

Nunca tome qualquer atitude com raiva.
A raiva nos cega e impede que vejamos as coisas como elas realmente são.
Assim você evitará cometer injustiças e ganhará o respeito dos demais pela sua posição ponderada e correta
diante de uma situação difícil.

Lembre-se sempre:
Deixe a raiva secar.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Poema da Felicidade


Nem a tristeza, nem a desilusão;
nem a incerteza, nem a solidão;
nada me impedirá de sorrir.
Nem o medo, nem a depressão;
por mais que sofra o meu
coração;
nada me impedirá de sonhar.
Nem o desespero, nem a descrença;
muito menos o ódio ou alguma
ofensa;
nada me impedirá de viver.

Em meio às trevas, entre os espinhos;
nas tempestades e nos descaminhos;
nada me impedirá de crer em Deus.
Mesmo errando e aprendendo,
tudo me será favorável,
tudo me será necessário,
pra que eu possa sempre evoluir,
perseverar, servir, cantar,
agradecer, perdoar, recomeçar...

Quero viver o dia de hoje
como se fosse o primeiro,
como se fosse o último,
como se fosse o único.
Quero viver o momento de agora
como se ainda fosse cedo,
como se nunca fosse tarde.

Quero manter o meu otimismo,
conservar o meu equilíbrio,
fortalecer a minha esperança,
recompor as minhas energias
para prosperar na minha missão
e viver alegre todos os dias.
Quero caminhar na certeza de
chegar,
quero buscar na certeza de alcançar,
quero lutar na certeza de vencer,
quero saber esperar para poder realizar
os ideais do meu ser.

Enfim,
quero dar o máximo de mim
para viver intensamente e maravilhosamente
todos os dias da minha vida.

Luizinho Bastos.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Riquezas da Amizade

Hoje ganhei o dia!!!!!!

Ou melhor...ganhamos, a Riff "re" e Eu.

Uma demonstração de carinho e amizade,daquelas que nos desperta a emoção...nos faz carícia ao coração...e sobretudo,nos faz ver que ainda vale a pena investir nos sentimentos.
Everson ,poeta amigo e pessoa ímpar em valorizar a amizade e doar o que tem mais valioso,sua pureza de sentimentos e seu carinho sincero,coisas tão raras nos dias de hoje.
Olha o presentão que ele nos deu...não é mesmo um fofo e querido!!

Post dedicado a tres amigas maravilhosas que encontrei como riqueza de vida, meninas super poderosas, Re, Riff e Fátima, beijos pra voces minhas lindas.

www.regynaestevan.blogspot.com
www.miscelaniariff.blogspot.com



"ReRiFá"

No alto do mais belo arco-íris
Na imensidão do meu céu
Onde a lua faz morada
Brilha como olhos de mel
Três meninas que me acolhem
E me dão tanto carinho
Falam sobre as curvas da estrada
E não me deixam sozinho
Três diamantes lapidados
Por amor e por grandeza
De sonhos consolidados
Trazendo a maior riqueza
Seria difícil encontrar a rima da poesia
Ou a nota certa da canção
“Riff” é loucura e pura energia
“Fátima” é só carinho e dedicação
“Re” é uma alma diferente
E as três são donas do meu coração
Um dia deixo esse sonho
E faço esse mundo parecer real
“Que saudade” dessas ” Miscelâneas”“Ou coisas assim”
E me encontro nessa delicada emoção
Num beijo carinhoso em cada uma
Na pureza dessa sensação
Peço a chuva que caia da altura
Refrescando esse momento
Das estrelas que brilham amizade
Eternizam esse contentamento.

By Everson Russo

evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Descobrindo o correto


E a gente pensa que repete corretamente os ' ditos populares'

No popular se diz: 'Esse menino não pára quieto, parece que tem bichocarpinteiro' "Minha grande dúvida na infância... Mas que bicho é esse que é carpinteiro, um bicho pode ser carpinteiro???"
Correto: 'Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro' "Tá aí a resposta para meu dilema de infância!" EU
NÃO SABIA. E VOCÊ?

Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.'
Enquanto o correto é: ' Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.' "Se a batata é uma raiz, ou seja, nasce enterrada, como ela se esparrama pelo chão se ela está embaixo dele?"

'Cor de burro quando foge.'
O correto é: 'Corro de burro quando foge!'"Esse foi o pior de todos!
Burro muda de cor quando foge??? Qual cor ele fica??? Porque ele muda de cor???"

Outro que no popular todo mundo erra:'Quem tem boca vai a Roma.'
sab"Bom, esse eu entendia, de um modo errado, mas entendia! Pensava que quem ia se comunicar ia a qualquer lugar!
" O correto é: 'Quem tem boca vaia Roma.' especialmente o COLISEU.ihihihi(isso mesmo, do verbo vaiar).

Outro que todo mundo diz errado,
'Cuspido e escarrado' - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.
O correto é: 'Esculpido em Carrara.' (Carrara é um tipo de mármore)

Mais um famoso.... 'Quem não tem cão, caça com gato.' "Entendia também, errado, mas entendia! Se não tem o cão para ajudar na caça o gato ajuda! Tudo bem que o gato só faz o que quer, mas vai que o bicho tá de bom humor!"
O correto é:'Quem não tem cão, caça como gato.... ou seja, sozinho!'

Vai dizer que você falava corretamente algum desses?????

Fonte: Minha amiga Isa do "vale do sol encantado,obrigada.
Dicas do prof.Pasquale.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A Vida


A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina.....

Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente.

Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo.
Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria.
Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara pra faculdade. Você vai pro colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando...
E termina tudo com um ótimo orgasmo!!!

Não seria perfeito?

Autoria :Sean Morey

Ilustração: Orgasmo- escultura em relêvo - do artista plástico Nicéas Romeo Zanchett.

Esse texto roubei da minha amiga Sandra do Pintando a Vida.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Gosto de Saudade.........

Se fossemos capazes de saber quando e onde voltaremos a nos encontrar, nossa despedida seria mais terna e não sofreriamos tanto.......


Hoje estou com gosto de saudade....de lembranças...de tristeza.

Sentirei muito sua falta minha amiga,não esquecerei do seu sorriso franco emoldurado pelo baton vermelho,seu olhar doce e sempre carregado de carinho.
Sua presença forte e marcante,seu jeito faceiro com adornos da cor do sol,como raios iluminados.
Suas gargalhadas com nossas palhaçadas...seu senso de família sempre presente,defensora e protetora das crias como uma leoa de garras afiadas.
Esposa amada e mãe idolatrada.
Sei que estará bem,sendo guiada pelas mãos de Deus nesse novo caminho que agora começa a trilhar,onde finalmente se libertará das dores e sofrimentos.
Você estará sempre presente em meus pensamentos,orações e também em meu coração,pois sei que existem amizades permanentes, mesmo distantes.
Estamos aqui de passagem...espero e quero muito acreditar que em algum lugar algum dia,iremos todos nos reencontar,aí será só alegria não é ,minha querida amiga!

Deixo aqui a letra da musica que ela pediu para ser tocada enquanto estivesse partindo...e pediu também que todos estivessem alegres e tomando uma dosinha de whisky...pedido que seus filhos Marien Alê Di e Felipe,e seu marido Ernesto cumpriram à risca,mesmo que com lágrimas e com o coração dilacerado!
Foi a despedida mais linda de que já participei ,e foi também a primeira vez que tomei uma dosinha de cawboy ...tudo pela amizade.
E assim nos despedimos ao som de Zeca Pagodinho.Deixa a vida me levar.....

Eu já passei
Por quase tudo nessa vida
Em matéria de guarida
Espero ainda a minha vez
Confesso que sou
De origem pobre
Mas meu coração é nobre
Foi assim que Deus me fez...

E deixa a vida me levar
(Vida leva eu!)
Sou feliz e agradeço
Por tudo que Deus me deu...

Só posso levantar
As mãos pro céu
Agradecer e ser fiel
Ao destino que Deus me deu
Se não tenho tudo que preciso
Com o que tenho, vivo
De mansinho lá vou eu...

Se a coisa não sai
Do jeito que eu quero
Também não me desespero
O negócio é deixar rolar
E aos trancos e barrancos
Lá vou eu!
E sou feliz e agradeço
Por tudo que Deus me deu...

Deixa a vida me levar
(Vida leva eu!)
Sou feliz e agradeço
Por tudo que Deus me deu...


Lena minha querida ,vai com Deus e que os anjos te acompanhem,sempre....

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Geração de Pais Decididos

Somos a primeira geração de pais decididos a não repetir com os filhos os erros de nossos genitores. E com o esforço de abolir os abusos do passado, somos os pais mais dedicados e compreensivos, mas, por outro lado, os mais bobos e inseguros que já houve na história. O grave é que estamos lidando com crianças mais espertas, ousadas, agressivas e poderosas do que nunca.

Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ter, passamos de um extremo a outro. Assim, somos a última geração de filhos que obedecem a seus pais e a primeira geração de pais que obedecem a seus filhos. Os úlimos que tiveram medo dos pais e os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos. E o que é pior, os últimos que respeitaram os pais e os primeiros que aceitam que os filhos lhes faltem com respeito.

À medida que a permissividade substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudaram de forma radical, para o bem e para o mal. Com efeito, antes se consideravam bons pais aqueles cujos filhos se comportavam bem, obedeciam as suas ordens e os tratavam com o devido respeito. E bons filhos, as crianças que eram formais e veneravam seus pais. Mas, à medida que as fronteiras hierárquicas entre nós e nosso filhos foram-se desvanecendo, hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, e, ainda que pouco, os respeitem. E são os filhos quem, agora, esperam respeito de seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem suas idéias, seus gostos, suas preferências e sua forma de agir e viver. E, além disso, o patrocinem no que necessitarem para tal fim.

Quer dizer, os papéis se inverteram, e agora são os pais que têm de agradar a seus filhos para ganhá-los e não o inverso, como no passado. Isso explica o esforço que fazem hoje tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “tudo dar” aos filhos. Dizem que os extremos se atraem.
Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo a seus pais, a debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo ao nos ver tão débeis e perdidos como eles.

Os filhos precisam perceber que, durante a infância, estamos à frente de suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter e de guiá-los enquanto não sabem para onde vão. Se o autoritarismo suplanta, a permissividade sufoca. Apenas uma atitude firme e respeitosa lhes permitirá confiar em nossa idoneidade para governar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos, à frente, liderando-os e não, atrás, carregando-os rendidos à sua vontade.

É assim que evitaremos o afogamento das novas gerações no descontrole e tédio nos quais está afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino. Os limites abrigam o indivíduo, com amor ilimitado e profundo respeito.

Carlos Antônio L. Alencar – Texto Adaptado

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Bacalhau à minha moda e Abobrinha ao forno

Hoje vou postar duas receitas para atender às minhas queridas amigas, a Riff doidona mas não menos sensível, que se diz louca de pedra por bacalhau, e a"re", minha poetisa lindinha que é vegetariana. Acreditam que ela acha que matei um "patinho", daquele que nada na lagoa, que tem pena...que faz qua.. qua.. qua, para fazer o picadinho. Pode !!!!
Bem ,chega de trololó e vamos pra cozinha...

Dessalgue o bacalhau colocando de molho e levando à geladeira, trocando a água umas 4 vezes em intervalos de 3 a 4 horas. ( ou da maneira que estiver habituada).

Dê uma aferventada no bacalhau apenas para saborizar a água . (espere que levante fervura para daí colocar o bacalhau).

Escorra e reserve.
Na mesma água, coloque as batatas (com casca), deixar dar uma fervura uns 3 minutinhos.
Adicione as cebolas e os dentes de alho tudo sem descascar, mas bem lavadinhos é claro.
Ferver por mais uns 02 minutinhos.
Escorra e reserve um pouco da água da fervura.

A quantidade vai depender de quanto bacalhau você vai fazer.

Para 2,50 Kg de bacalhau usei :

04 cebolas médias.

06 batatas médias.

o1 cabeça de alho.

02 tomates sem sementes cortados em 04 e ao meio. (opcional ).

Azeitona preta ( a gosto).

Quebre grosseiramente o bacalhau em lascas grandes.

Descasque as cebolas , corte em 04 e separe em pétalas

Descasque o alho e pique em lâminas.

Retire as sementes dos tomates e corte em 04 e ao meio.


Em um refratário coloque todos os ingredientes , misture delicadamente e regue com azeite em abundância.

Colocar sal se nescessário (muito cuidado nessa hora).

Cobrir com papel alumínio e levar ao forno já aquecido por uns 40 minutos depois que começar a borbulhar.

Se notar que está seco, regar com um pouquinho da água reservada.

Tirar do forno, colocar uma camada farta de molho branco e levar para gratinar.

Servir com arroz branco e uma saladinha.

Abobrinha Ao Forno

Lavar as abobrinhas e cortar em rodelas grossas.
Cortar quadrados de queijo mussarela.
Tomates em rodelas.
Cebola em argolas grossas.
Fazer lanchinhos nessa ordem:
Tomate, cebola, abobrinha e o queijo. Espetar com um palito (coisa que eu não fiz, rs... daí dá pra ver que desmoronou tudo, desculpa "re" ).

Acomodar em um refratário.
Fazer um refogadinho com cebola ralada e alho amassado refogado no azeite.
Tomate picadinho e manjericão. (ou o molho de sua preferência).
Colocar sobre os lanchinhos.
Polvilhar com ervas de que goste. (coloquei também alcaparras , pois aqui adoramos)
Cobrir com papel alumínio e levar ao forno já aquecido até que a abobrinha esteja macia.
Servir com arroz integral ou apenas com uma saladinha.

Enquanto aguardo que o poeta me diga seu prato predileto ,vou testar uma receita de Estrelas gratinadas ao Sol regadas com molho de Lua Cheia salpicadas com muito Amor e ainda servidas com flores comestíveis, que vocês acham!!!

Beijinhos a todos.

FÁTIMA

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails