terça-feira, 22 de junho de 2010

A criança que fui chora na estrada I


A criança que fui chora na estrada.
Deixei-a ali quando vim ser quem sou;
Mas hoje, vendo que o que sou é nada,
Quero ir buscar quem fui onde ficou.
Ah, como hei-de encontrá-lo? Quem errou
A vinda tem a regressão errada.
Já não sei de onde vim nem onde estou.
De o não saber, minha alma está parada.
Se ao menos atingir neste lugar
Um alto monte, de onde possa enfim
O que esqueci, olhando-o, relembrar,
Na ausência, ao menos, saberei de mim,
E, ao ver-me tal qual fui ao longe, achar
Em mim um pouco de quando era assim.

Soneto deFernando Pessoa

27 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse... [Responder]

"Quero ir buscar quem fui onde ficou."

Não nos perdemos por muito tempo, principalmente quando sabemos o caminho de volta.

Fátima linda, você é uma querida.

Beijo bem grandão.

Rebeca

-

Taia Assunção disse... [Responder]

Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo. (FP) Boa quarta-feira, beijocas!

Sil.. disse... [Responder]

Tava morrendooooo de saudade em passar aqui, e hj matei essa saudade com esse texto maravilhosooooooooo do Pessoa.
Eu fui uma criança que chorou nna estrada...
Lindoooooooooooooooooooo!

Um abraço grande de bom dia!!

Everson Russo disse... [Responder]

Grande Fernando Pessoa....um super beijo querida e um dia de paz pra ti.

FABIOTV disse... [Responder]

Olá, tudo bem? Quando eu li a poesia, pensei que era você.. Falei.. como escreve bem hehe... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

Halifas Quaresma disse... [Responder]

Que cantinho maravilhoso esse que encontrei, um mundo belíssimo que ja faz parte dos meus favoritos...

Beijos ^^

http://algum-anjo.blogspot.com/

Tuquinha disse... [Responder]

oi Fátinha...já uns dias que por aqui não vinha a comentar...no entanto tenho lido os teus posts...quanto a este poema só podia ser mesmo FERNANDO PESSOA
Mil beijocas para vós

Anônimo disse... [Responder]

Oi Fátima,
Que texto lindo!!!!Acho que todos temos um pouco de saudade do que fomos um dia...
O que não diminui o que nos tornamos, Bjos Erika

Anônimo disse... [Responder]

Maria de Fátima,
Nao ta na hora de postar uma receitinha nova não?
Se quiser eu te ajudo tá?
bj

Cintia Branco disse... [Responder]

Fátima,

Nunca fui fã do trabalho de Fernando Pessoa, porque para mim a poesia tem que me abraçar, me envolver e as dele nunca fizeram isso por mim, até ler esse. Gostei muito e passarei a ler FP com outros olhos.

Beijos

Eliana Pessoa disse... [Responder]

E, ao ver-me tal qual fui ao longe, achar Em mim um pouco de quando era assim
LINDO ADOREI!

Lááá... disse... [Responder]

Fátima! QUE SAUDADEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!

Como você está?!?!?!?!?!?!

Lindíssimo esse poema!!!!!

Um abraço enoooooooooorme!!!!!

Isadora disse... [Responder]

Querida Fátima passei aqui para deixar um recado para você sobre seu comentário no post e vi que o comentário que fiz, ontem, sobre o seu post não entrou. Devo ter digitado o caracter errado.
O que eu havia colocado é que precisamos sempre nos lembrarmos da criança que fomos, para que ao caminharmos e vermos já uma longa trilha possamos olhar da mesma forma e não nos sentimros perdidos. Tudo está dentro de nós basta resgatarmos.
Deixo aqui todo o meu carinho por suas palavras tão generosas. Que sua sobrinha seja coberta de proteção e, ainda, que esteja passando por algumas etapas decorrentes do tratamento é uma vitoriosa, pois uma boa parte do caminho já foi trilhada.
Um grande beijo

Isadora disse... [Responder]

Fátima, normalmente quando a foto aparece acima é porque você já está seguindo. Fui dar uma olhada no rostinho dos que me seguem e realmente não vi a sua foto, mas me diz uma coisa: você vê a atualização dos posts feitos pelos que você segue? Se você consegue visualizar é porque você está seguindo, sim!
Um beijo

legalmente loira... disse... [Responder]

oi fátima bom dia.
seu espaço esta lindo!!
fua foto uma belezura.
Incrivel como somos abatidos por palavras que nos tocam.....maravilhoso fernando pessoa
beijos...

vilma suely disse... [Responder]

Passando agora minha linda, agradecendo a visita e a força.Esses dias não tem sido fácies,e minhas visitinhas aos meus blogs de estimação,estão todas atrazadas.Beijos.Vou levar comigo esta postagens.Amei.

Heloísa disse... [Responder]

Fátima,
Linda poesia,e linda imagem.
Essas asas de anjinho me transportaram para a infância.
Beijo.

Felina Mulher disse... [Responder]

Eu tbm tenho saudades da menina que fui um dia....grande poeta!


Beijos querida e obrigada pelas boas vindas.

Everson Russo disse... [Responder]

Um beijo carinhoso de bom dia pra ti amiga...

"re" disse... [Responder]

Poeta é aquele que consegue traduzir melhor por palavras aquilo que sentimos e não sabemos descrever. Fernando Pessoa um grande poeta.
A infancia é esse espaço onde a fantasia existe, é o cantinho onde me refugio quando o sonho é impossivel.
Como gostaria de poder voltar atrás...Não teria feito tanta besteira e não estaria sofrendo tanto agora.
Quem pode decifrar os designios de Deus?

Doces besos

gorettiguerreira disse... [Responder]

Lindos versos de Fernando Pessoa Fátima.
Sempre estarão em nossos corações esse grande poeta e Escritor de maior grandeza.
Bjs de luz. Goretti

Wanderley Elian Lima disse... [Responder]

Olá Fátima
Tem hora que a gente se sente meio perdido mesmo, procurando um rumo que parece nunca encontrarmos.
Beijos

Riff disse... [Responder]

Amore mio... eu fui uma criança horrorosa... Minha mae conta q. ja nasci dando trabalho, estilo menina macaca, subia e me jogava de onde estivesse. Até hj costumo me jogar de cabeça sem olhar para baixo, se tem buraco ou qq.perigo. Não mudei nadica de nada.Minha essência é esta meRma ou seja, acredito e defendo quem eu amo, até que me provem o contrário. Minha delícia meu Blog está de férias, fechado para balanço, estou descansando a imagem no estilo Penelope Cruz, Angelina Jolie e Beyoncè, celebridades tá bom assim?kkkk Voltarei não sei qdo. estou lendo e escutando os mais velhos... kkkk Bjitos e obrigada pelos comentários sempre inteligentes e carinhosos. Ah, tenho recebido seus emails e adoro, as vezes não respondo pq. advogada é um vucu-vuco louco de um lado pro outro o dia todo. Riff

Lúcia Soares disse... [Responder]

Fátima, a gente não pode deixar que se perdca a criança que fomos. Mas também não podemos viver como eternas crianças...
Claro que o autor deve se referir basicamente à inocência.
Como a gente é feliz e não se dá conta, quando somos crianças, heim?! rsrrs
Abraços!

Mari Amorim disse... [Responder]

Sábias e belas palavras,Fatima,e imagens maravilhosas.
É sempre bom vir aqui.
Grande abraço,boas energias,
Mari

Sonhadora disse... [Responder]

Minha querida
um belo poema de Pessoa, adorei foi uma boa escolha.

deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Majoli disse... [Responder]

Oi amiga, que linda escolha, não conhecia.

Profunda, e como acontece da gente querer voltar lá atrás e achar o que deixamos parado no tempo e nos redescobrirmos, não é mesmo?

Beijos com carinho.















LinkWithin

Related Posts with Thumbnails