quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Feliz Metade do Ano



Ontem recebi um e-mail com esse título. De cara eu já me interessei! Aliás fiquei em êxtase!!! Feliz metade do ano!!! Que tema maravilhoso!!! Fiquei inspiradíssima e decidi escrever sobre isso! Minha cabeça borbulhava de idéias! Minha vontade era literalmente levantar e dar um “girinho” em volta de mesa para comemorar, fazendo movimentos circulares com os braços (como mexer um caldeirão de polenta com as duas mãos).
Claro que não fiz isso. Comecei a leitura, mas decepcionei-me imediatamente após o primeiro dos vinte e um “slides”... e fui me irritando conforme ia lendo o restante, 1/21, 2/21, 3/21... ... ...Nem terminei de ler o resto. Fechei a tela.
Abri novamente. Fechei. Abri. Fechei. Abri... Ahh! Fechei.
Eu tenho esse problema. Não quero ler uma coisa ruim, fútil, horrorosa, da qual eu sei que vou me arrepender, mas fico curiosa e esperançosa para saber se vai haver um final emocionante ou surpreendente. Então eu fico na dúvida: se leio até o fim ou se fecho na metade.
Na maioria das vezes eu fecho na metade e passo o resto o dia pensando no desfecho daquele e-mail. Será que era legal? Emocionante? Ai.. e se for de chorar? Me mato se perco uma coisa dessa!
Às vezes fico pensando que poderia ser alguma mensagem de auto ajuda, que me ajudaria em alguma coisa. Quem sabe ter mais clareza para resolver algum problema no trabalho ou até mesmo algo que possa me inspirar, me deixar mais leve, mais animada, mais feliz no decorrer do meu dia.
Aí vejo que estou com pensamentos obsessivos e forço minha mente para desviar minha atenção e começo a trabalhar.
Até consigo.
Por um tempo.
Já cheguei a pensar que sofro de TOC – transtorno obsessivo compulsivo, ou de FVC – falta de vergonha na cara.
Enfim. O engraçado é que eu começo a justificar minhas atitudes do tipo: ah... também qual o problema de abrir aquele e-mail. Não importa o conteúdo, o legal é ler algo diferente, com imagens bonitas, para relaxar um pouco. E também as imagens de cachorrinhos eram tão bonitinhas... e ademais o olho é meu e eu leio o que eu quiser!
Pronto.
Já me convenci.
Abri minha caixa de mensagens. Nessa altura aquele e-mail que estava lá em cima já caiu para o final da lista, haja vista a quantidade de e-mails que eu já tinha recebido até àquela hora do dia.
Passei o olho, abri alguns importantes. E fui descendo.
Quando eu vejo já estou nos e-mails de ontem, e nada de achar aquele.
Daí é que eu começo a ficar mesmo irritada. Que coisa! Nada pode ser tão simples nessa vida?
Achei. Ai...Ai... achei... achei...
Fui clicando rapidamente pelos “slides”. Era aquilo mesmo, nada de mais. Imagens bonitas com frases feitas do tipo: “precisamos acreditar que podemos ir mais longe”, “vamos vencer com êxito todas as provas que virão”... “que seus lindos sonhos se realizem”.... blá...blá...blá...
Aff.... continuo lendo com um desprezo total... como se estivesse sendo torturada. E o pior que é que eu mesma pratico minha própria tortura!
Já estou no 20º slide........ (calma está carregando).... 21º !! Até que enfim....
Ahhhh!!!! Socorro.. é uma corrente.... Que raiva...Arghrrrrr....
Fechei imediatamente a página, antes que eu pudesse ler. Aliás, até fechei os olhos quando li a primeira letra.
Eu nunca mando correntes para ninguém e mesmo assim sempre tem um FDP que me envia uma. Prefiro morrer em 5 dias atacada por bodes selvagens, sofrer um desastre na manhã seguinte, perder um milagre que iria me acontecer em dois minutos, a ter que encaminhar aquela mensagem para mais não sei quantas mil pessoas.
O engraçado é que se alguém me mandou aquele e-mail é porque acreditou naquilo que estava escrito lá!
De qualquer forma eu prefiro nem ler. Uma vez eu li sem querer uma dessas correntes. Não deu tempo de fechar e, por azar eu acabei lendo a maldita. Parece que se eu não ler não precisarei me culpar por não repassa-la. Mesmo assim, claro que não repassei para ninguém. Mas fiquei o resto daquele dia, pensando... ai.. que droga... será que era verdade? Só faltava eu sair daqui hoje e me acontecer alguma coisa, cair num bueiro... sei-lá!
E se eu estiver deixando de ganhar uma fortuna? E se aquele meu desejo se realizasse em poucos minutos...??
Gente? Como eles sabem qual é meu desejo??? Ai... Pára....vai....
Por essas e outras que prefiro nem ler... Assim não corro o risco.
Quanto ao título interessante. Utilizei a mesma tática das correntes. Mas me comprometo a escrever sobre isso na próxima edição, você terá apenas que encaminhar esse texto para 5.986 pessoas nos próximos 5 minutos e receberá um milagre. Se você não repassar este texto algo muito ruim acontecerá com você. Boa sorte.


Cissa Pigatto

Publicado na Revista da Tribuna em 10/10/2009

1 comentários:

Gabriela disse... [Responder]

Cisaa
Adorei a postagem!!
Será possivel??? hehehehehe Não há nada pior do que ler um e-mail inteiro (que na maioria das vezes não são dos mais interessantes) e no fim: CORRENTE!!!
Recebo tantos que acredito que tem muita gente nesse mundo apenas contando com a sorte do que fazendo algo melhor para que as coisas realmente aconteçam ou melhorem!!! Com certeza essa não foi a primeira nem a última de muitas que estão por vir!!! hehehehehe
Beijosssssssssssssssss















LinkWithin

Related Posts with Thumbnails